sábado, 8 de janeiro de 2011

Diferenças, mesmices, regras e promessas.


A política brasileira virou uma terra de horrores e de ninguém. Uma estrutura sem controle ou caráter. Escola e hábitat de criaturas despojadas de vergonha. (COM SUAS EXCESSÕES É CLARO)

A sociedade brasileira necessita de uma reviravolta no cenário político, já estamos a menos de um ano das eleições municipais e já começam as especulações no sentido de quem será o próximo prefeito e os próximos vereadores. 

É natural que os pretendentes tenham em mente o desejo de se envolverem e também é natural que os apaixonados de plantão dêem suas especuladinhas e agucem na curiosidade de saberem quem pretende ou não, mas em sua maioria não passa de um mero desejo de verem pessoas das quais poderão tirar proveito no poder e com isso em sua maioria não medem as conseqüências e acabam tentando apagar nomes que já fizeram parte do cenário e o pior contam com alguns desgastes para usarem como uma forma de pular o muro. 

Pois é, a adversidade da política versus politicagem tem suas contradições, mas como sabemos tudo isso encerra com a escolha nas convenções e nos acordos que serão entabulados por aqueles  que verdadeiramente entendem do assunto. E se não entende amenos estão aparelhados para a disputa com probabilidade e os que não possuem essa probabilidade servem também de coadjuvante para o processo.

Vamos aguardar e veremos que muita coisa ainda vai acontecer. E se A ou B decidir ser o espaço é de todos resta apenas à sociedade dar o seu veredito. Visto que a democracia nos permite assistir de camarote e até decidir.

2 comentários:

Valdecy Alves disse...

Leia e entenda o porquê do piso do professor ter sido fraudado desde aprovação da lei nacional, que criou o piso. Se gostar, comente e divulgue. NÃO HAVERÁ EDUCAÇÃO DE QUALIDADE, QUANDO O MÍNIMO QUE É UM PISO SALARIAL PARA O PROFESSOR NÃO PARAR DE SER VIOLADO E AS VERBAS DO FUNDEB CONTINUAREM SENDO DESVIADAS. Ver matéria no seguinte link: http://www2.mte.gov.br/cnes/cons_sindical.asp

Valdecy Alves disse...

Leia e entenda o porquê do piso do professor ter sido fraudado desde aprovação da lei nacional, que criou o piso. Se gostar, comente e divulgue. NÃO HAVERÁ EDUCAÇÃO DE QUALIDADE, QUANDO O MÍNIMO QUE É UM PISO SALARIAL PARA O PROFESSOR NÃO PARAR DE SER VIOLADO E AS VERBAS DO FUNDEB CONTINUAREM SENDO DESVIADAS. Ver matéria no seguinte link: http://www2.mte.gov.br/cnes/cons_sindical.asp

FILMES SOBRE FREUD

FILMES SOBRE OS PARADIGMAS